#clandestina85

Negra, 17 anos.

Hoje é dia 20 de outubro, faltam 3 dias para marcar o 2° mês da descoberta da gravidez. Era na manhã de quinta-feira, que literalmente meu mundo parou. O primeiro susto foi o positivo do teste de farmácia, o segundo susto… bom, foi o BETA que por sinal deu: reagente. Nesse momento, eu só sabia chorar e chorar, foi um dilema atrás de dilema. No mesmo dia, de 14h da tarde até as 19h da noite eu não parava de pensar no “e agora?”. E então, começou a busca desesperada por ajuda, com o único pensamento que era mais certo do que o exame: “vou abortar”.

Meu namorado e minha melhor amiga foram os meus apoios, eles não indagaram apenas ficaram comigo em cada passo dado durante a descoberta até as dores finais. Eu chorava muito, pensava em mil maneiras em como tirar minha vida. Até que pedi aos orixás forças pra continuar e que me ajudassem, mesmo que fosse contra as leis divinas. Eis que conheço uma pessoa incrível que mudou minha rotina e deu vida ao que estava morto. Ela me acolheu, acobertou, ficou comigo e não abandonou, e me forneceu os medicamentos.

As ONGs existentes foram o que me ajudaram a ter noção do que eu estava a fazer, ler sobre os medicamentos, como fazia, o que esperar no momento, e o que foi de suma importância eram os depoimentos. Por isso, esse texto está ficando tão grande, quero dizer a vocês, meninas, que é importante não desistir, não pensem em possíveis rótulos ou não deixem que as pessoas submetam vocês com pensamentos medíocres. Usei 8 misos porque não achei o mife, foram caros pois tive que pagar pra tê-los, meu namorado suou demais pra conseguir o valor altíssimo.

Sobre as dores, foram horríveis, porém tive que suportar! Começou com pontadas, depois contrações, diarreias, sangramentos… isso na madrugada do dia 7 de setembro, e às 9h da manhã eu expeli um saco gestacional visível e inteiro, consegui ver pois peguei na hora que estava saindo. Sangrei por um bom tempo, marquei a transvaginal dia 27 de setembro e UFA, acabou tudo!!! Meu útero estava limpo, sem feto, sem placenta, sem nada!

Completei 18 anos no dia 5 desse mês, estou concluindo o 3º ano do colegial e esta fase me fez perceber que há muitas que precisam saber que nunca serão as únicas e jamais estarão sozinhas! De alguma forma, todas nós clandestinas, estaremos com vocês. Força e coragem sempre. 🌹

O aborto acontece em varias idades, situações, momentos. Mas nossa vida está em risco, preços altíssimos estão sendo cobrados… até quando o país vai deixar mulheres morrerem pra perceber que o aborto deve ser questão de saúde pública?